Um espaço para pôr as ideias em dia e pensar em voz alta sobre as TIC e a Escola
Sexta-feira, 2 de Dezembro de 2005
O prazer de comunicar

As datas marcadas para a apresentação dos projectos eram ansiosamente esperadas.

Minutos antes da apresentação dos projectos (geralmente durante o intervalo), os autores encarregavam-se de preparar a sala. Normalmente, dispunham as mesas em U, iam buscar mais cadeiras ou almofadas para as visitas e, em cima do estrado, colocavam uma mesa e cadeiras para si próprios. Os cartazes eram colados no quadro e os restantes materiais necessários à apresentação eram organizados para que estivessem à mão.

Quando o “público” se sentava era-lhes distribuída uma folha para tirarem apontamentos e todos eram avisados que, no final, iria haver tempo para tirarem dúvidas mas que depois fariam uma ficha de avaliação para verificar se tinham estado com atenção.

O tempo da comunicação era “sagrado”. Tendo por base um guião escrito (e alguns ensaios na escola e em casa), os elementos de cada grupo desempenhavam o papel que lhes cabia e que previamente tinham combinado entre si. Ninguém se recusava a participar. Se alguém se enganava ou tinha mais dificuldade em ler, havia um colega que muito naturalmente dava uma ajuda.

Depois, um elemento do grupo perguntava se alguém queria fazer comentários ou perguntas. Se houvesse perguntas difíceis, os outros (crianças e adultos) podiam ajudar a responder. Por fim, distribuíam as fichas de avaliação aos colegas e os ajudavam a esclarecer dúvidas que surgiam.

No final, depois de terem recebido os parabéns, alguns meninos confessavam-me o seu nervosismo inicial que felizmente tinha dado lugar a uma enorme satisfação por terem conseguido levar a sua tarefa até ao fim.

A rotina de convidar uma turma para ir à nossa sala, por vezes, alterava-se e as apresentações eram feitas noutros espaços da escola.

Esta imagem mostra um momento da comunicação do projecto “O Panda Gigante” realizado por três alunos, que teve lugar na sala do Jardim de Infância.

Esta apresentação rendeu juros elevados à turma. Passados uns dias, os meninos do Jardim de Infância bateram-nos à porta para nos presentearem com um panda gigante (tridimensional e em tamanho natural) que entretanto tinham construído com base nas informações do projecto.



publicado por mtsilva às 23:04
link do post | comentar | favorito
|

1 comentário:
De ben a 17 de Janeiro de 2014 às 07:22
buen artículo, tenemos que enviar, recibir y procesar un gran número de mensajes cada día. Pero la comunicación efectiva es algo más que un simple intercambio de informationit también trata de entender la emoción detrás de la información. Una comunicación eficaz puede mejorar las relaciones en el hogar, el trabajo, y en situaciones sociales mediante la profundización de las conexiones a los demás y mejorar el trabajo en equipo, toma de decisiones y resolución de problemas. Se le permite comunicarse incluso mensajes negativos o difíciles sin crear conflicto o destruir la confianza. La comunicación efectiva combina un conjunto de habilidades, incluyendo la comunicación no verbal, la escucha atenta, la capacidad de manejar el estrés en el momento, y la capacidad de reconocer y comprender sus propias emociones y las de la persona que está comunicando.


Comentar post

algo sobre mim
pesquisar
 
Maio 2006
Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab

1
2
3
4
5
6

7
8
9
10
11
12
13

14
15
16
17
18
19
20

21
22
23
24
25
27

28
29
30
31


artigos recentes

A culpa, desta vez, foi d...

Uma Escola com vista para...

Mas o que fazer só com um...

Que competências desenvol...

Todos diferentes...

O prazer de comunicar

E depois da pesquisa?

Questões organizativas

Os primeiros projectos de...

Aprender a trabalhar com ...

arquivos

Maio 2006

Abril 2006

Dezembro 2005

Novembro 2005

Outubro 2005

links
Contador

Apollofind Counter
Fazer olhinhos
blogs SAPO
subscrever feeds